Sun Tzu e os cinco fatores da vitória

Na Arte da Guerra, Sun Tzu é claro a respeito da importância planejamento e da preparação. “O bom general primeiro obtém a vitória, depois vai à batalha.” Obter a vitória antes de entrar na batalha significa analisar, planejar, preparar-se e colocar as circustâncias a seu favor antes de “ir para os finalmente”. No primeiro capítulo do livro, “análise inicial” (始計 shǐ jì), o autor propõe os cinco fatores de vitória a ser analisados: caminho, clima, terreno, liderança e método.

O caminho (道 dào)

Quando falamos de Dao ou Tao, estamos falando de uma Lei Moral suprema de corte jusnaturalista. Agir conforme o Tao é “trilhar a senda reta”, ou seja, agir respeitando os ditames da natureza e do universo, tornar-se um só com eles. No contexto da literatura militar chinesa, consiste em unificar as pessoas ao redor de uma causa comum vista como justa e mobilizá-las de corpo e alma. “Dao é harmonizar o povo com o propósito do seu governante, de modo que elas não hesitarão em viver e morrer por ele”. Podemos resumir o Tao, neste contexto, como “mobilização e apoio popular”.

O clima (天 tiān)

O significado literal de 天 (tiān) é ceu. O céu, para os antigos chineses, era a conflação de duas coisas: as condições climáticas e o auspício dos deuses. Um clima desfavorável era o equivalente a uma reprovação divina, e o clima favorável era a sua chancela. Os chineses tentavam administrar este fator empregando seu conhecimento meteorológico e artifícios sobrenaturais como a adivinhação e a magia. De modo geral poderíamos resumir este fator com a expressão “circunstância”, relacionada a coisas que não podemos controlar ou prever totalmente. Saber usar as circunstâncias ao nosso favor no momento oportuno é um fator decisivo de vitória, e na história militar é frequentemente identificado com viradas milagrosas no campo de batalha.

O terreno (地 dì)

O terreno diz respeito à configuração geográfica, hidrográfica e orográfica da região onde vamos atuar. Obter a vitória no terreno significa dispor nossos recursos na posição mais vantajosa possível, mitigando risco e ampliando as oportunidades, e fazer o uso mais eficiente do terreno considerando distâncias, diferenças de altitude, etc. Só é possível obter vantagem do terreno fazendo reconhecimento prévio dele, estudando mapas, enviando batedores ou empregando guias locais.

A liderança (将 jiāng)

O significado literal de 将 (jiāng) em chinês é general ou comandante, quando é substantivo, e comandar quando é verbo. Em termos gerais, “liderança”. Diz respeito à capacidade da liderança de inspirar disciplina e confiança nos liderados. Sun Tzu identifica cinco virtudes indispensáveis para todo líder: sabedoria (智 zhì), confiabilidade (信 xìn), benevolência (仁 rén), coragem (勇 yǒng) e rigor (严 yán). É um dos elementos mais cruciais, já que mesmo a disposição favorável das circunstâncias, do terreno e o emprego de um bom método podem ser comprometidos por uma má liderança. Do questionário de sete perguntas elaborado por Sun Tzu, mais da metade está relacionada de uma forma ou de outra à liderança.

O método (法 fǎ)

O método ou disciplina é um termo que engloba a gestão militar em geral, incluindo a definição da hierarquia militar, a divisão e agrupamento das tropas, a intendência e a logística, o recrutamento, equipamento e treinamento de tropas. Isto inclui a justa distribuição de recompensas e punições.


Te gustó el contenido? Deja propina aquí:

Donate with PayPal


O cálculo de Sun Tzu

Levando em consideração todos estes fatores para ambos os lados, respondemos o seguinte questionário:

1) Qual soberano conta com mais apoio popular?
2) Qual general é mais habilidoso?
3) Qual exército se beneficia mais das condições climáticas e do terreno?
4) Qual exército aplica a disciplina com mais rigor?
5) Qual exército é mais forte?
6) Qual exército treina melhor os seus oficiais?
7) Qual exército aplica recompensas e punições de forma mais consistente?

Respondendo estas sete perguntas, o general pode calcular as suas chances de vitória, ou até mesmo o resultado mais provável de uma batalha entre terceiros. O simples fato de ele fazer este exercício de análise, segundo Sun Tzu, aumenta as suas chances de vitória. O general que não faz esta análise já começa em desvantagem porque não pesquisou, não investigou e portanto não conhece o real potencial do seu adversário e deixa o resultado da batalha nas mãos do acaso.

Deixe um comentário